Professor Iberê
Arquiteto, Psicanalista e escritor
Publicações • Cursos • Eventos • Artigos
Login: 
Senha:   
Fazer cadastro conosco
O Site | Quem sou? | Contato | Cadastre-se | Apoiadores
Equipe | Perguntas freqüentes

Home   Edições impressas   Cursos e Eventos   Todos os artigos  
Resenhas   Anuncie   Quer colaborar?  

Você está aqui: Home » Edições impressas » Resumo de edição



ATENÇÃOAcabamento gráfico da Revista PeC. — A Revista PeC foi pensada para leitura e estudo do conteúdo, com material mais adequado para análise, anotações e grifos. Para tanto a Revista PeC é encadernada com espiral plástica ao invés dos grampos usados nas revistas tradicionais, com capa grossa em papel cartão e acabamento fosco. O papel do miolo é o sulfite 90 g/m² (sem brilho) justamente para permitir anotações e grifos.

Esta é a edição de estréia de uma série de compilações de temas destinada a suprir uma lacuna no mercado editorial brasileiro. É uma publicação técnica mas com linguagem acessível a todo mundo que constrói, seja para si mesmo ou para os outros, de forma amadora ou profissional. É um trabalho baseado na análise profunda do trabalho do arquiteto e engenheiro e da relação com os clientes destes profissionais com a obra, com seus clientes e vice-versa. A idéia é mostrar e analisar todas as etapas de um empreendimento imobiliário, desde a concepção inicial a partir das idéias do proprietário até a construção, mostrando como foi a obra, que soluções se pode adotar e como é a experiência de uso dos usuários e clientes.

Começamos analisando o caminho percorrido por um empreendimento imobiliário. O artigo “Quando é que começa uma obra?” mostra que uma ela não inicia quando os pedreiros chegam no local mas bem antes, quando começa o sonho de alguém, que vai precisar de um arquiteto ou outro projetista para transformar suas idéias em realidade.

Não por acaso, o artigo seguinte é intitulado “o que os clientes realmente esperam do arquiteto?” onde analisamos, tanto pelo lado do arquiteto quanto do seu contratante, quais são os fatores que contam numa contratação ou dispensa dos serviços do arquiteto. Nem sempre o preço é o mais importante, existem outros elementos fundamentais.

Colocando tudo isto em prática temo o artigo seguinte, “A história de uma casa”, onde analisamos um projeto que escolhemos para esta edição. Mostramos desde as primeiras idéias dos proprietários até a compra do terreno, como lidaram com os arquitetos, como estes implementaram os desejos e sonhos dos seus clientes, como foi a obra. Traz também plantas, memorial descritivo, planilha de obra e, para fechar a análise, vemos como os proprietários avaliam o empreendimento hoje, 14 anos depois que ficou pronto. Será que valeu a pena tanto trabalho?

Os artigos seguintes dizem respeito ao exercício profissional do arquiteto, engenheiro e de todo mundo que constrói. Começamos pelo tema “Quanto cobrar pelos meus serviços”, onde detalho um método simlificado que mostro nos meus cursos, o qual permite que as pequenas empresas e os profissionais liberais, aqueles que trabalham por conta, calculem com precisão o quanto devem cobrar pelo que fazem. A partir do cálculo, damos dicas para lidar com a questão do desconto, para saber até que ponto podem negociar e abaixar o preço sem levar prejuízo.

Na seção seguinte, denominada “Obras, casos e histórias”, que será parte permanente da PeC, temos o artigo “O administrador e o pessoal de obra”. Analisamos casos reais acontecidos com nossa equipe, na lida diária com obras, e a partir destes fatos procuramos tirar algum aprendizado que seja útil para todos nós.

Fechando esta edição temos o ensaio “Será que o Brasil está em crise” onde analisamos o momento atual do país e o que se pode esperar para os próximos anos.

Enfim, a Revista PeC tem vários outros assuntos que, acredito, serão bem interessantes para quem lida com projeto e construção, para entender como lidar neste mercado, para tornar sua vida mais fácil e, porque não, mais econômica e produtiva.

Conteúdo desta edição

Engenharia Financeira

Quanto cobrar pelos meus serviços?

Todo profissional que vive da prestação de serviços precisa saber quanto custa sua hora trabalhada. Afinal o dinheiro dele vem, em última análise, da venda do seu tempo. É difícil medir conhecimento e experiência, então o mais palpável para por preço numa prestação de serviços acaba sendo o tempo gasto. Conheça esse método prático para determinar o valor da hora-técnica de pequenas empresas de prestação de serviços e veja como usar esta informação para calcular o preço a ser cobrado do cliente.
• A questão custo versus preço
• Conceituação teórica dos termos utilizados
• Métodos para calcular o valor de um serviço
• Porte da empresa e os métodos de custeio
• A questão do faturamento mensal
• Quantidade de horas por mês e por dia e por mes
• Exemplos de cálculo do valor da hora-técnica
• Fórmula para calcular o preço de venda
• Como fazer se meu preço está acima do mercado?
• Abaixando preço com o custo de briga
• Abaixando preço com a margem de contribuição

(clique para ampliar

Construção

A história de uma casa: praticidade, conforto, versatilidade e espaço

Toda edificação tem uma história, conforme mostramos no primeiro artigo desta edição. A coisa toda começa quando alguém sonha em ter um espaço de determinada maneira, dali em diante as coisas vão se encaminhando. A arquiteto vai modelando as idéias de acordo com o terreno, um empreiteiro é contratado, os móveis chegam e começa o uso do espaço. Daí em diante começa outra história, nem sempre o que se desejava foi conseguido ou então a experiência é ainda mais positiva do que havia sido esperado. Este é o relato de um caso real, de uma residência feita há 16 anos, com todos os detalhes de como foi pensada, projetada, construída e, claro, usada.
• O desenvolvimento do projeto
• As dificuldades iniciais: o terreno e partido adotado:
• Reviravolta: mudança de estrutura convencional para estrutura metálica
• A aprovação do projeto e o bairro tombado pelo patrimônio histórico
• Como foi a obra: percalços, imprevistos e soluções
• Na hora de escolher os acabamentos...
• E depois de 12 anos... A reforma da área de lazer
• Depoimento dos proprietários sobre o projeto, a construção e o uso
• Cronograma e memorial descritivo do projeto

(clique para ampliar

Teoria

Quando é que começa uma obra?

O senso comum nos leva a pensar que uma obra começa quando os pedreiros chegam no local para trabalhar. Mas será que é assim tão simples? Claro que não! As atividades no canteiro de obras são apenas uma das etapas que fazem um empreendimento imobiliário sair do plano dos pensamentos para fazer parte do mundo real.
• O desenvolvimento do projeto
• Os projetistas e o planejamento de uma obra
• O problema da representação versus realidade
• O projeto é parte fundamental do planejamento
• Quando é então que a obra começa?

(clique para ampliar

Técnicas de venda

O quer será que os clientes realmente desejam do arquiteto?

Às vezes uma proposta é recusada não por ser ruim ou cara, mas porque o profissional não conseguiu convencer de que captou ou entendeu os reais desejos e necessidades de seu cliente em potencial. Mas como saber o que acontece? Como entender melhor a situação? Acompanhe nossa análise e entre na discussão deste assunto.
• Porque a negociação geralmente é tensa?
• A aceitação da proposta vai além do preço e da questão técnica
• Perfil do contratante de uma empresa de arquitetura e construção
• Análise dos aspectos que possam interessar a um determinado cliente
• A “Lei de Gerson” e a mania de querer “levar vantagem em tudo”
• Dicas para captar as informações necessárias
• Análise de 6 casos reais e porque o contrato foi ou não aceito

(clique para ampliar

Técnicas de venda

Tipos de contrato: fiscalização, administração, empreitada e variações

Existem várias formas de contratar um arquiteto ou engenheiro para administrar ou orientar uma construção. É importante entender as diversas modalidades, com suas características, para saber escolher qual é a melhor em cada situação, obtendo a melhor relação custo-benefício e preservado as boas relações entre contratante e profissional.
• As modalidades tradicionais: fiscalização, administração e empreitada, suas características e aplicações
• Contrato por preço-alvo
• Outros tipos de contrato – “cost-plus”
• Indicações: onde uso estas modalidades?

(clique para ampliar

Casos e histórias

Cenas da vida real – O administrador e o pessoal de obra

Quem se aventura numa construção precisa aprender a lidar com o pessoal de obra. Pedreiros, pintores, carpinteiros, encanadores, ajudantes e vários outros especialistas. Muitos profissionais são necessários, cada um deles tem lá suas características, suas manias, seus pontos fracos e seus orgulhos. Pois é... Além da parte técnica, quem administra uma obra tem que aprender a conviver com o lado humano da situação. Nesta edição:
• O pedreiro mal cheiroso
• O patrão é rico...
• O ajudante “bonzinho”
• O telhadista espertalhão
• O encanador esforçado

(clique para ampliar

Opinião

Será que o Brasil está em crise? E o que podemos fazer a respeito?

A sensação de crise é permanente no Brasil. Até onde isto vai, será que é real? O que podemos fazer para nos preparar para os novos tempos que certamente estão vindo por aí?

(clique para ampliar

Serviço

Correio Técnico

Seleção das dúvidas mais comuns ou mais interessantes enviadas pelos leitores, devidamente respondidas por nossos especialistas. Nesta edição:
• É possível transformar casa térrea em um sobrado?
• Qual a diferença entre fiscalização, gerenciamento e administração de obras para contratar um arquiteto ou engenheiro?
• Orçamento de reforma pelo método CUB
• Aplicação do método CUB em reformas
• Até onde vai a responsabilidade do arquiteto numa obra que executou?
• O que fazer quando o cliente não confia no administrador da obra?
• Dúvida em contrato de parceria entre arquiteto e engenheiro
• Como calcular o valor do quilômetro rodado?
• Dificuldades para cobrar dos clientes. Será que resolve emitir boleto para eles?
• Diferença entre área útil, comum e total em um edifício comercial

(clique para ampliar
Capa da Revista PnP nº 1
Clique para ampliar

COMENTÁRIOS
Nenhum comentário sobre esta publicação até o momento.
Seja o primeiro a comentar, participe!

Tel (11) 3483-9868
Fax (11) 2368-4666
Email: contato@luzes.org
  • Por favor entre em contato para qualquer dúvida, imprecisão do conteúdo ou informação indevidamente divulgada.
  • Os artigos e demais informações assinadas são de integral responsabilidade de seus autores.
  • O conteúdo deste site está protegido pelo Acordo Internacional da Creative Commons.
  • Os produtos e serviços de terceiros aqui divulgados são de inteira responsabilidade de seus anunciantes.
  • Nosso nome, logomarca e demais sinalizações estão protegidas na forma da lei.