[Iberê] Uso do CUB para avaliar reforma de sala comercial em prédio de escritórios 
Professor Iberê
Arquiteto, Psicanalista e escritor
Publicações • Cursos • Eventos • Artigos
Login: 
Senha:   
Fazer cadastro conosco
O Site | Quem sou? | Contato | Cadastre-se | Apoiadores
Equipe | Perguntas freqüentes

Home   Revista PnP   Revista PeC   Cursos e Eventos   Todos os artigos  
Boletins   Anuncie   Quer colaborar?   Dúvidas técnicas  
Google

Você está aqui: Home » Artigos sobre
Artigo (veja mais 28 artigos nesta área)

Uso do CUB para avaliar reforma de sala comercial em prédio de escritórios

Por Arq. Me. Iberê Moreira Campos e equipe

Não ficou muito claro se a pergunta refere-se a construir um prédio de escritórios, a partir do zero, com 65 m2, ou se vai fazer uma reforma completa em uma sala comercial existente em um edifício. Examinemos as duas possibilidades.

Vejamos primeiro caso, isto é, vamos construir uma edificação a partir do zero para servir como escritório. Neste caso, para avaliar o valor da construção, podemos utilizar o método CUB considerando a construção como se fosse uma residência (padrão R1 do CUB). Em geral, o padrão de acabamento médio ou alto(R1-N ou R1-A) costuma atender bem. Fazemoso cálculo normal pelo CUB, usando o valor por m2 informado pelo SINDUSCON LOCAL para este tipo de edificação.

Se estivermos reformando uma unidade comercial num prédio de escritórios, fazemos o orçamento como se fosse uma casa térrea, valendo o mesmo raciocínio que usamos para calcular reformas de apartamentos. Em aptos, no geral, podemos utilizar o CUB com valor de alto padrão (R1-A) para ter uma idéia do valor de referência. Funciona assim: imagina-se o apto como se fosse uma casa térrea, a ser construída do zero, para poder ter um valor de referência.

Depois disto, usamos a tabela de porcentagem das partes da obra, que foi mostrado no curso e também está na apostila, para avaliar o quanto vamos gastar na reforma. Neste caso, atualmente o CUB está em torno dos R$ 2000 então podemos avaliar que o valor padrão seria de R$ 130 mil. Se formos, por exemplo, trocar a parte elétrica, vamos gastar em torno de 10% disto ou cerca de R$ 13 mil. Para pintar, cerca de 5% disto, ou seja, cerca de R$ 6,5 mil e assim por diante. O fato de ser um ambiente corporativo, a princípio, segue as mesmas regras, algumas coisas são um pouco mais caras e outras mais baratas, mas não é algo que impeça de fazermos uma avaliação do valor do investimento.

Sempre lembramos que o CUB serve apenas para fazer uma estimativa do investimento, para poder conversar e discutir o assunto com o cliente e traçar um plano de ação. Para ter o valor exato, só mesmo fazendo o projeto e orçando a execução.

RÉPLICA DO LEITOR - Sim, professor está ótimo! Super entendido !!! Só não sei por que eu peguei o valor de R$ 1.300... Achei este valor em um site indicado pelo pessoal do SINDUSCON, se não me engano... Lá no site estava este valor. Já passei o valor pro cliente, vou deixar como está. Da próxima eu não errarei mais.

NOSSO COMENTÁRIO - O engano cometido pelo leitor é comum. O site do SINDUSCON induz ao erro, informando um valor do CUB logo na primeira página. Mas, se repararmos bem, veremos que o valor indicado é para uma construção padrão R8-N, ou seja, para fazer um prédio de apartamentos com até 8 andares (térreo mais 7). Atualmente, realmente, o valor para este tipo de obra gira em torno dos R$ 1.300 mas só serviria de base para o leitor se estiver fazendo este tipo de obra.

Publicado em 26/04/2018 às 11:37 hs, atualizado em 26/04/2018 às 11:59 hs


Enviar para amigo Assinar newsletter Entre em contato
Enviar para amigo Assinar newsletter Entre em contato

Nenhum comentário até o momento.

Seja o primeiro a comentar este artigo!

Login:
Senha:
  • Se você já se cadastrou no site, basta fornecer seu nome e senha.
  • Caso ainda não tenha se cadastrado basta clicar aqui.


TEMOS MAIS 28 ARTIGOS SOBRE :
Arquiteto deu todas as dicas e cliente não fechou negócio para fazer projeto. E agora, como fica o profissional?
Como devo dimensionar a caixa d'água da minha residência?
Tendência do uso de aquecimento de água no Brasil
Versatilidade arquitetônica dos gabiões
Dúvidas mais comuns em relação aos pisos vinílicos
Edifícios silenciosos: o que fazer para diminuir o ruído nos ambientes
Pontes cobertas: beleza, tradição e história explicadas à luz da engenharia
Sistemas de home theater e suas implicações na arquitetura e decoração
Solo-cimento, solução para economia e sustentabilidade
Esquema de funcionamento e dimensionamento da instalação de água fria em residências
O que é Feng Shui e como usá-lo em Arquitetura e Decoração
Arquitetura e segurança em casas de campo e de praia
Projeto de residência: um guia com medidas e áreas mínimas
Dúvidas comuns em relação à estrutura de piscinas, para construção e reforma
Dimensionamento cuidadoso e execução correta garantem instalação elétrica de qualidade
Água quente nos banheiros: qual é a melhor opção de aquecedor, elétrico, gás ou solar? Central ou localizado?
Tipos de aço e perfis para estrutura metálica de edifícios
Design Universal na Arquitetura
Guia para seu cliente: etapas da construção de uma residência ou pequena obra
Banheiro inclusivo e Universal Design: segurança e comodidade
Que fatores valorizam ou desvalorizam um imóvel?
O que é retrofit?
As cores e seus significados
A influência da Arquitetura na Segurança
Estudo preliminar, anteprojeto e projeto: as fases de um planejamento de arquitetura
Estudo de circulação e zoneamento: como distribuir as áreas de uma residência?
Por onde se começa a fazer um projeto de reforma ou construção de casa ou apartamento?
Uso e desuso do brise-soleil na arquitetura brasileira

 

SEJA VOCÊ TAMBÉM UM COLABORADOR!

Colabore com nosso site, contribua para o desenvolvimento da Iberê M. Campos e, de quebra, aumente seu currículo e promova sua empresa!
É simples:
  • Se você é uma pessoa física e deseja colaborar com notícias, artigos e sugestões, veja a seção Quero colaborar
  • Caso tenha uma empresa do setor e quer divulgá-la junto aos nossos visitantes, veja a seção Anuncie
  • Caso sua empresa faça Assessoria de Imprensa para um ou mais clientes, você pode mandar os releases para nossos repórteres e teremos a maior satisfação divulgar as notícias neste espaço.
  • Se você é um órgão de imprensa, contate-nos em imprensa@luzes.org e conheça as várias maneiras para interagir com nosso site e nossos visitantes.

Tel (11) 3483-9868
Fax (11) 2368-4666
Email: contato@luzes.org
  • Por favor entre em contato para qualquer dúvida, imprecisão do conteúdo ou informação indevidamente divulgada.
  • Os artigos e demais informações assinadas são de integral responsabilidade de seus autores.
  • O conteúdo deste site está protegido pelo Acordo Internacional da Creative Commons.
  • Os produtos e serviços de terceiros aqui divulgados são de inteira responsabilidade de seus anunciantes.
  • Nosso nome, logomarca e demais sinalizações estão protegidas na forma da lei.